quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A melhor de todas!

Quando Deus fez o mundo, para que os homens prosperassem, decidiu dar-lhes apenas duas virtudes. Assim, mandou ao seu anjo-secretário que anotasse quais seriam os dons:
- Aos Suíços, os fez estudiosos e respeitadores da lei.
- Aos Ingleses, organizados e pontuais.
- Aos Argentinos, chatos e arrogantes.
- Aos Japoneses, trabalhadores e disciplinados.
- Aos Italianos, alegres e românticos.
- Aos Franceses, cultos e finos.
- Aos Portugueses, inteligentes, honestos e socialistas.
O anjo anotou, mas logo em seguida, cheio de humildade e de medo, indagou:
- Senhor, a todos os povos do mundo foram dadas duas virtudes, porém, aos Portugueses foram dadas três! Isto não os fará soberbos em relação aos outros povos da terra?
- Muito bem observado, bom anjo! Exclamou o Senhor.
- Isto é verdade!
- Façamos então uma correcção! De agora em diante, os portugueses, povo do meu coração, manterão esses três dons, mas nenhum deles poderá utilizar mais de dois simultaneamente, para ficarem iguais aos outros povos! Assim:
O que for socialista e honesto, não pode ser inteligente.
O que for socialista e inteligente, não pode ser honesto.
E o que for inteligente e honesto, não pode ser socialista!
Palavra do Senhor!

2 comentários:

Artur/Leiria disse...

Então camarada;
Pranteei esta no meu FA ontem. Sacaste-a de lá, ou foi a sua publicação em ambos os blogues pura coincidência?
Manda sempre!

TINTINAINE disse...

Qual coincidência qual nada!
Copiei-a de lá para ficar aqui na colecção.
Acredito que terá mais visibilidade aqui do que no Fuzileiros Aventureiros.